terça-feira, 11 de maio de 2010

O que foi a Pop Arte?



A Pop Art foi sem dúvida, uma crítica irônica ao bombardeamento da sociedade pelos objetos de consumo. Para isso, operava com símbolos estéticos massificados da publicidade, quadrinhos, ilustrações, etc.

Funcionou como uma tendência artística que usava objetos e assuntos comuns como latas, sanduíches, tiras e cenas de histórias em quadrinhos, anúncios, embalagens e cenas de TV como fontes de inspiração e que acabaram fisicamente incorporando às artes plásticas.

Foram usadas essencialmente imagens que simbolizavam a sociedade de consumo e a cultura popular, exploradas no cotidiano, sem um propósitos claramente artístico.

Misturavam fotografia, pintura, colagem, escultura, assemblage (colagem em três dimensões). Assim como as colagens e imagens em série.

Mas afinal, o que é a “cultura pop”?

Como praticamente tudo em nossa sociedade, a cultura “pop” é o produto da Revolução Industrial e da série de revoluções tecnológicas que lhe sucederam.

A cultura “pop” envolve uma mudança nas atitudes para com o objeto. Os objetos deixaram de ser únicos.

A cultura “pop” é, portanto, parte de um processo econômico que tem todas as probabilidades de continuar a se desenvolver.

Imagem:
Telefone público mole, 1963, de Claes Oldenburg.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário